O dia em que eu fui sequestrado


Dez da noite ontem, quatro da manhã no Brasil.  Toca o meu celular, chamada da casa dos meus pais.  Com meus pais já numa certa idade, é o telefonema que eu não quero receber.  Atendo já me preparando para o pior.  É a minha mãe.  Muito nervosa.

Aparentemente, eu fui sequestrado.  E os sequestradores ligaram para os meus pais e me botaram para chorar no telefone.  E queriam cinco mil reais.  Pô, eu acho que eu valho mais que isso.

Já tinha ouvido falar desse golpe, ontem chegou a minha vez.  Ainda bem que os meus pais souberam conduzir a coisa e ligaram para mim e para a polícia.

Eu reclamo prá caramba, mas eu vivo em um lugar onde eu posso ir às duas da manhã tirar dinheiro do caixa eletrônico sem problemas.  Onde eu paro no sinal vermelho de madrugada, sem ter que olhar para todos os lados.  Onde eu posso andar pela rua escutando o meu iPod numa boa.  No fundo, eu sou um cara de sorte.

Advertisements

No comments yet

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: