A minha sala de estar


livingroom.jpg

Este é o cenário de um filme que o meu chegado Jascha está rodando no andar de baixo do galpão. Dei uma ajudada na montagem, a Jenn também. Parte do cenário é feita de algas marinhas, colhidas na praia, o que deixa a nossa sala de estar com aquele cheirinho de maré baixa. Tudo em nome da arte.

O filme é um pseudo-documentário sobre uma banda tentando gravar a trilha sonora de um documentário sobre um pseudo-documentário sobre uma banda tentando gravar a trilha sonora de um documentário sobre um pseudo-documentário. Ou algo assim.

E não me pergunte porque eles precisaram fazer essa esbórnia toda na minha sala, ou porque precisa de algas marinhas de verdade. Acho que quando você começa a achar coisas desse tipo normais, como eu, está na hora de arrumar um emprego de contador, se mudar para Jundiaí e votar no PFL.

Advertisements

2 comments so far

  1. ronin on

    O único contador que acharia isso normal se auto nominou [c=14]- Di[/c][c=12]as.[/c], mas como você pode perceber ele não era muito chegado.

  2. mara liz on

    tá linda viu! foi uma inspiração cruzada de trans-amazônica com caverna do diabo? :D:D:D:D:D


Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: