Cadê a Tocha?


Foi cômico. Um monte de gente contra, um monte de gente a favor (?), polícia, televisão, malucos de todas as estirpes como sói acontecer nestes eventos, todo mundo querendo a sua casquinha da Tocha Olímpica.

E, finalmente, começou a corrida da Tocha. Mas não tinha andado 50 metros e, tal qual o Leão da Montanha, a Tocha fez uma saída pela esquerda e foi na direção oposta ao percurso original, para o centro da cidade pela Van Ness em vez do Embarcadero às margens da Baía. E aí tome um monte de gente, a pé, de bicicleta, skate, táxi, sair procurando a tal da Tocha pela cidade como se fosse a Corrida Maluca.

Sou só eu ou alguém mais notou a ironia em se fazer um evento público no qual a maior preocupação é despistar o público? A prefeitura de San Francisco tratou a Tocha como uma tremenda batata quente, cumpriu as formalidades que tinha de cumprir e fim. Até a cerimônia de encerramento foi cancelada. Tudo, é claro , “por razões de segurança pública”…

O interessante que eu não tinha previsto, é que houve um grande contingente pró-China, tão grande quanto o dos manifestantes. Existem muitos imigrantes Chineses recentes aqui, em sua maioria trabalhando como cientistas e engenheiros no Vale do Silício. Para eles, o Tibet é assunto interno e ninguém tem nada com isso, mais ou menos como nós Brasileiros quando o assunto é crianças abandonadas ou desmatamento na Amazônia. Dá para entender, mas não para concordar.

O Frankenstein Jones (sempre ele) foi lá e tirou umas fotos.

Advertisements

No comments yet

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: