Archive for the ‘Kevin Evans’ Category

We’re going to Burning Man!

Sexta que vem dou no pé e vou passar dez dias no deserto em Nevada no Burning Man , a maior exposição de arte e outras maluquices ao ar livre do mundo. Uma cidade de 50.000 pessoas simplesmente aparece no deserto do nada por dez dias e depois desaparece como se nunca tivesse existido. Não é um festival comum pois, fora o traçado das ruas, não há nenhuma infraestrutura, você é responsável por trazer tudo o que você precisa para viver no deserto, água, comida, sombra, primeiros socorros, geradores (se você gosta de uma luzinha à noite ou de uma musiquinha), etc. Se bem que todo ano tem alguma ostra que aparece com um saco de dormir a tiracolo…

O Burning Man inicialmente acontecia em Baker Beach, em San Francisco, mas o evento ficou grande demais para a praia. Até que o meu amigo Kevin Evans teve a idéia de mudá-lo para o deserto em Nevada, onde ele tinha acampado algumas vezes numa das Temporary Autonomous Zones da Cacophony Society organizadas por John Law, um dos ícones da contracultura de San Francisco.

No começo, o Burning Man era completamente anárquico, Mad Max no deserto. Tinha gente que trazia catapultas gigantescas capazes de arremessar um Fusca. E em 1996 houve o épico da HELCO Tower, em que o Diabo comprava o Burning Man. Foi uma ópera que se extendeu por uma semana até o gran finale, com os robôs infernais dos Seemen e John Law pulando de um prédio em chamas. Ele é o cara vestido de cowboy neste vídeo sensacional da última noite da encenação. O diabo é o famoso e terrível Flash Hopkins, um cara, digamos, um pouco fora de contato com a realidade.

Em 1996 foi também quando morreu a primeira pessoa, numa corrida de motocicleta. À noite. Com os faróis desligados. Depois disso as coisas ficaram muito mais civilizadas e organizadas. Mas você ainda vê performances e instalações ou grandes demais ou perigosas demais ou os dois que não dá para fazer numa cidade. Tem que ser no deserto.

Como por exemplo, a estrutura Message from the Future, feita pelos Uchronians, um grupo da Bélgica, no ano passado. O nome não pegou e todo mundo chamava aquele troço de Belgian Waffle. A estrutura tinha uns 100m de comprimento por uns 15 de altura. Durante a semana inteira, DJ’s vinham tocar dentro da estrututra para 2, 3mil pessoas. Talvez a melhor rave de todos os tempos tenha acontecido lá uma noite, com os Space Cowboys, um coletivo de DJ’s de San Francisco, tocando fogo nas vitrolinhas. Bons tempos… No fim da semana eles tocaram fogo na coisa toda. Talvez tenha sido a maior fogueira de todos os tempos. Com certeza foi a maior estrutura já erguida no Burning Man. Eu estava no perímetro, a 200m de distância, e o calor era quase insuportável. Parece pequeno na foto, mas não é.

Ou a Serpent Mother, uma escultura animatrônica das Flaming Lotus Girls de San Francisco, um grupo de 100 mulheres artistas que três anos atrás mal sabiam empunhar uma furadeira. Meteram a cara, aprenderam a trabalhar com metal, eletrônica e pirotecnia e fizeram uma das coisas mais impressionantes que eu já vi na vida.

E esse ano tem mais. O Mechabolic por exemplo, mas há vários outros projetos de larga escala, coisas muito interessantes sendo perpetradas em vário armazéns aqui na Bay Area. Quem viver, verá.

The Chicken vs. The Wolf

chicken.jpg

O bicho vai pegar nessa segunda aqui no Chez Poulet. O Chicken vai debater com Josh Wolf, o cara que passou um ano na prisão por se recusar a entregar um vídeo para o governo federal que poderia ter ajudado a processar ativistas políticos. Não sei se ele seria um bom prefeito, mas nestes dias de Guantánamo, de cerceamento do discurso polítco, de paranóia e do estado policial que se vive neste país, o Josh é um herói para mim. Os dois estão “concorrendo” à prefeitura. Vai ser interessante, no mínimo.

 

O poster acima foi feito pelo meu amigo Kevin Evans, um artista fantástico, veterano da indústria de efeitos especiais e um cara muito legal.

 

Chicken vs Wolf

 

Mayoral debate at the Chez Poulet

 

With little more than a week before the filing deadline, mayoral candidates “Chicken John” Rinaldi and Josh Wolf have announced a joint fundraiser to help raise the necessary money to secure their status on the ballot. The highly anticipated Chicken v. Wolf debate will square off two of the most talked about, most controversial mayoral candidates and be moderated by permit consultant Jeremy Paul. The debate will feature questions from the audience and streamed live over the internet for those unable to attend. Take part in what could be the most captivating debate this campaign season this Monday at 9PM at 3359 Cesar Chavez St. (near Mission). A $10 suggested donation will be taken at the door, but supporters are encouraged to donate up to $500 to either or both candidates at the event.

 

Josh Wolf is a journalist, an activist, a blogger, and would like to be the next mayor of San Francisco. He has been involved in local politics for some time and helped manage Julian Davis campaign for District 5 Supervisor, and he is best-known for spending 226 days in a Federal Detention Center for refusing to testify about a protest he filmed as a journalist. Josh plans to create a campaign based on participatory democracy and hopes to build it as a model for the future. His platform is focused on working with the progressive board of supervisors and the community at large to solve the problems plaguing our city. He’s committed to open government and has pledged to a wear a webcam during all city business in order to eliminate backroom deals and insure accountability.