Archive for the ‘Uncategorized’ Category

On beginnings and endings

So this it, I am about to sail from the Philippines to Palau to Papua New Guinea to the Solomon Islands to Vanuatu to Tuvalu to Kiribati to the Marshall Islands and finally to Micronesia, about 4000 miles of sailing over the next few months.  This is is the realization of a dream I’ve had since I was a little kid in Brazil.

All journeys have a beginning and an ending.  One can trace lines, straight or meandering, between two points on a map and mark the dates when places were reached or left.  But like any organism, journeys don’t have hard boundaries between them them and the rest of the world.  Journeys creep into existence.

So when did this journey begin?  Was it when I was introduced to the Pacific by the books of Emilio Salgari?  Or later, through Robert Louis Stevenson, Jack London, Somerset Maugham?  When I learned to sail dinghies in Boston? When I started sailing larger boats in the San Francisco Bay and saw the boats leaving for the Marquesas or Hawai’i? Was it when I stared at islands with unheard names on a map behind my desk at work?  When I said a teary goodbye to Jenn at the San Francisco airport, or when I finally landed in the Philippines?

I don’t know, but I am fairly certain this journey won’t end when I land back in San Francisco, a few months from now.

Advertisements

Ithaca

I got this from my dad:

 

Ithaca

As you set out for Ithaca
hope your road is a long one,
full of adventure, full of discovery.
Laistrygonians, Cyclops,
angry Poseidon – don’t be afraid of them:
you’ ll never find things like that on your way
as long as you keep your thoughts raised high,
as long as a rare excitement
stirs your spirit and your body.
Laistrygonians, Cyclops,
wild Poseidon – you won’t encounter them
unless you bring them along inside your soul,
unless your soul sets them up in front of you.

Hope your road is a long one.
May there be many summer mornings when,
with what pleasure, what joy,
you enter harbours you’re seeing for the first time;
may you stop at Phoenician trading stations
to buy fine things,
mother of pearl and coral, amber and ebony,
sensual perfume of every kind –
as many sensual perfumes as you can;
and may you visit many Egyptian cities
to learn and go on learning from their scholars.

Keep Ithaca always in your mind.
Arriving there is what you’re destined for.
But don’t hurry the journey at all.
Better if it lasts for years,
so you’re old by the time you reach the island,
wealthy with all you’ve gained on the way,
not expecting Ithaca to make you rich.

Ithaca gave you the marvelous journey.
Without her you wouldn’t have set out.
She has nothing left to give you now.
And if you find her poor, Ithaca won’t have fooled you.
Wise as you will have become, so full of experience,
you’ll have understood by then what these Ithakas mean.

K.Kavafis

Why?

“The ultimate word is I LIKE. It lies beneath philosophy, and is twined about the heart of life. When philosophy has maundered ponderously for a month, telling the individual what he must do, the individual says, in an instant, “I LIKE,” and does something else, and philosophy goes glimmering. It is I LIKE that makes the drunkard drink and the martyr wear a hair shirt; that makes one man a reveller and another man an anchorite; that makes one man pursue fame, another gold, another love, and another God. Philosophy is very often a man’s way of explaining his own I LIKE.”

Jack London, The Cruise of the Snark

I’m off to the Phillipines today.  Let’s go sailing!

Also, this blog will turn to English because that’s what the largest number of my friends and family both in the US and Brazil can understand but if anyone needs a translation to Portuguese, let me know and I’ll be glad to do it.

Tom Kennedy

TomKennedyStencil

No meio dos preparativos para a viagem, consegui achar tempo de fazer mais um stencil, em aço doce, do meu amigo Tom Kennedy, para um leilão da fundação em memória dele.

TomKennedyWhale

Tom Kennedy morreu no começo deste ano, afogado em Ocean Beach.  No dia em que ele se afogou, eu estava surfando a uns dois quilômetros de distância.  Tom era um cara especial, construtor de Art Cars memoráveis, como a Baleia, ou o caminhão com um míssil que ele levou para protestar na convenção do Partido Republicano em New York, onde ele foi preso mas também onde ele encontrou a sua futura esposa.  Um ser humano dos melhores que eu já encontrei, ele faz muita falta.

TomKennedy2

 

 

Mais sobre o trabalho do Tom aqui:

http://laughingsquid.com/goodbye-to-tom-kennedy-art-car-artist-activist-teacher-prankster/

http://www.tomkennedyart.com/blog/

Vou sumir por uns tempos

1019491-Palaus_famed_Rock_Islands-Palau

Ao longo dos anos  muitas pessoas me disseram para ir a certos lugares fazer determinadas coisas.

Tanto disseram que eu resolvi ir.

Pois é, decidir largar tudo e me mudar para Trancoso. Quer dizer, mais ou menos. Tirei uma licença do trabalho e a partir de 11/27 e até Junho de 2010 estarei em um barco no Pacífico Equatorial. Irei de avião para as Filipinas onde encontrarei o resto da tripulação e de lá vamos para Palau, Papua Nova Guiné, Ilhas Salomão, Vanuatu, Kiribati, Ihas Marshall e Micronésia. Esta região é bastante remota e nós estamos indo para algumas ilhas e atóis que podem passar até dois anos sem receber visitantes. Em alguns lugares por onde vamos passar, o canibalismo ainda estava sendo praticado até os anos 60 e em outros existem áreas que ainda nem foram mapeadas. Ou seja, só vou ter acesso à Internet ou a telefones, eletricidade, água corrente, etc., muito de vez em quando, em Palau, Vanuatu, uma ou duas vilas na Nova guiné e na capital das Ilhas Salomão, Honiara. Por isso se eu não responder às mensagens, é porque eu estou pescando, surfando, mergulhando, tentando não afundar o barco num recife e esperando não virar o jantar de alguém.

A Jenn, aquela santa mulher, não só aceitou que eu me escafeda por seis meses, como vai me encontrar em Vanuatu e passar duas semanas lá, ela que não é muito fã de longas viagens de barco.

Mas assim que eu puder eu entro em contato. Se vocês tiverem curiosidade de saber onde eu estou, eu vou continuar atualizando o blog quando puder.

Então, Feliz Natal, Feliz Ano Novo, Bom Carnaval,Feliz Páscoa, Tiradentes, Corpus Christi, etc. e nos vemos no ano que vem.

Aquel abraço

Projetos

A casquinha de noz abaixo vai (espera-se) atravessar os 58 km entre Molokai e O’ahu, no Hawai’i em um futuro próximo a ser definido.  Para os maldosos que irrevogavelmente dirão que esse troço é um instrumento de compensação da meia-idade, vou logo admitindo que, realmente, como meus cabelos são curtos, eu exagerei no comprimento da embarcação.

As coisas tem andado meio devagar nos últimos meses, mas aos poucos um monte de projetos que estavam meio empacados nos últimos dois anos estão sendo completados.  O barquinho acima, por exemplo.  Também acabei de ler O Grande Sertão Veredas, que eu comecei a ler em 1987, quando o Sarney (sempre ele) ainda era presidente e eu morava no Brasil.  Comecei a ler, li até à metade, larguei, esqueci a história, comecei pelo começo de novo e acabei na semana passada.  Considerando que só levei cinco anos para ler Finnegan’s Wake em Inglês, acho que é o James Joyce que é o Guimarães Rosa Irlandês, não o contrário.

E mais projetos estão para ser concluídos. Faz um bem danado acabar o que se começou.

Nos próximos meses este blog vai dar uma guinada, de San Francisco para o Pacífico Equatorial. Você não pode deixar de perder. Acho.kikoPaddleboard

O mapa

route

Indigenous Program

2004-08, Mt Shasta 02

No começo tá todo mundo contente.

2004-08, Mt Shasta 21
Daí começa a pedreira (literalmente)

17 - 2005-06, Mt. Shasta 027
Uma sonequinha a 3,000m de altura para se aclimatar.

36 - 2005-06, Mt. Shasta 051
Fui subindo esse negócio vomitando e, digamos, deixando suvenires pelo caminho.  Não vou mentir, a diarréia ganhou a parada a  cerca de 4200 m de altura,  cerca de 100 m abaixo do topo.

41 - 2005-06, Mt. Shasta 061
Mas a volta é uma moleza.

É a Glória!

kiko
Glória é uma criatura Paraguaia que eu conheci quando sacolava em Ciudad del Este.

Acima, a platéia (plateia?) delirando durante a minha conferência sobre os avanços científicos do meu think tank, o Instituto Caboclo Pai Jaú de Tecnologia, Funilaria e Pintura.

pegue o seu banquinho…

Foto da Diva